10 PRINCIPIOS DE LA ECONOMIA GREGORY MANKIW PDF

Na verdade a economia tem muitas semelhanas com a administrao do lar; famlias tomam decises parecidas com uma sociedade. O que produzir? Quem faz o que? Como recompensar pelo trabalho? Como nos relacionarmos uns com os outros? A economia tem na escassez sua razo de existncia.

Author:Faurisar Tonris
Country:Bermuda
Language:English (Spanish)
Genre:Environment
Published (Last):28 May 2005
Pages:303
PDF File Size:8.18 Mb
ePub File Size:13.86 Mb
ISBN:208-9-15181-323-8
Downloads:21028
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Kajin



Na verdade a economia tem muitas semelhanas com a administrao do lar; famlias tomam decises parecidas com uma sociedade. O que produzir? Quem faz o que? Como recompensar pelo trabalho?

Como nos relacionarmos uns com os outros? A economia tem na escassez sua razo de existncia. Os recursos so escassos, logo deve-se empreg-los da melhor forma possvel. Da mesma forma que uma famlia no pode dar a cada membro tudo que eles desejem, uma sociedade no pode dar a cada membro um padro de vida alto ao qual eles aspirem. Como as pessoas tomam decises A economia reflete o comportamento das pessoas que a compe.

Os quatro primeiros princpios da economia esto relacionados com as decises individuais. As pessoas enfrentam tradeoffs Nada de graa. Para se conseguir algo necessrio tomar decises. A tomada de deciso exige escolher algo em detrimento de outra opo. Um exemplo a alocao do tempo, o recurso mais precioso de um estudante. Este pode us-lo para estudar histria. Ou pode us-lo para estudar economia. Ou uma combinao de ambos. O mais importante que ao fazer a opo por histria, estar deixando de estudar economia.

Usar o dinheiro agora ou poup-lo? Usar um real agora significa que no ter este real no futuro. Guard-lo significa que no poder us-lo agora. Quando os indivduos agrupam-se em sociedade surgem outros tipos de tradeoffs. Alguns clssicos: 1. Quando se gasta com defesa nacional, obtm-se armas e uma sociedade mais protegida. No entanto, diminui-se a produo e menos se poder gastar com os bens de consumo representados pela manteiga.

Polticas de proteo ambiental custam caro e causam trs efeitos: diminuio da margem de lucro do empreendedor, salrios menores ou preos mais altos. Normalmente uma combinao dos trs. Para proporcionar um meio ambiente menos poludo e com evidentes benefcios para a sade preciso encarar o custo de um menor padro de renda para empresrios, trabalhadores e clientes.

Eficincia refere-se ao melhor uso possvel do recurso disponvel. Equidade distribuio do recurso pela sociedade. A primeira refere-se ao tamanho do bolo construdo e a segunda distribuio deste bolo. As polticas sociais, o imposto de renda, levam uma maior equidade; no entanto, diminuem a recompensa pelo trabalho produtivo e com isso as pessoas trabalham menos e produzem menos.

Quando um governo tenta dividir um bolo em fatias iguais, o bolo diminui de tamanho. Reconhecer que as pessoas enfrentam tradeoffs so significa dizer como devero proceder, apenas que devem considerar este fator ao tomar decises pois tero uma melhor viso de suas opes. O custo de alguma coisa aquilo que voc desiste para obt-la Quanto custa para um estudante fazer uma universidade? Se pensar em mensalidade, moradia e alimentao estar ainda longe deste custo. Moradia e alimentao ela teria de qualquer jeito, talvez at mais barato.

Quando custo o fato desta pessoa no estar trabalhando? Para a maioria dos estudantes o salrios que deixam de ganhar, enquanto esto na faculdade so o maior custo de sua educao. O custo de oportunidade de um item o que se abre mo ao escolh-lo. As pessoas racionais pensam na margem As decises que tomamos na vida raramente so preto no branco; elas geralmente envolvem diversos tons de cinza.

A deciso no de jejuar ou comer at estourar, a deciso se comemos mais um bife ou no, mais uma colher de arroz ou no. So as mudanas marginais, vale a penas comer esta colher a mais? Qual ser meu benefcio marginal?

Qual ser meu custo marginal? Em muitos casos as pessoas tomam melhores decises quando pensam na margem.

Um tomador de deciso executa uma ao se, e somente se, o benefcio marginal da ao ultrapassa o custo marginal. As pessoas reagem a incentivos Como as pessoas tomam decises por meio de comparao de custos e benefcios, seu comportamento pode mudar quando os custos e benefcos mudam.

Quando o preo da ma sobe, as pessoas passam a comer mais pra. Ao mesmo tempo, os produtores contratam mais pessoas e passam a produzir mais mas. O resultado uma presso para diminuio do preo pelo aumento da oferta e diminuio da procura. Muitas polticas afetam os benefcios e os custos para as pessoas, muitas vezes de maneira indireta. Ao analisarmos qualquer poltica, precisamos considerar no apenas seus efeitos diretos, mas tambm aos efeitos indiretos que operam por meios de incentivos.

Como as pessoas interagem 5. O Comrcio pode ser bom para todos O comrcio no uma prtica esportiva; a vitria de um no significa a derrota do outro. Empresas concorrem umas com as outras, pases concorrem uns com os outros, indivduos concorrem um com os outros.

No entanto, ao mesmo tempo em que so concorrentes, conseguem se beneficiar do comrcio entre eles. O comrcio pode ser um jogo em que os dois jogadores ganham. O comrcio permite que as pessoas se especializem nas atividades em que so melhores, permitindo que desfrutem de uma maior variedade de bens e servios. Por mais que indivduos e empresas busquem o lucro pessoal e pensem individualmente, o resultado final favorvel sociedade como um todo.

Smith usou o termo mo invisvel do mercado para descrever este paradoxo. Para que este efeito acontea, a competio fundamental pois gera preos menores e maior eficincia na produo. Em contraste, a teoria do planejamento central era de que apenas o governo poderia organizar a atividade econmica de uma maneira que promovesse o bem-estar econmico de todo o pas.

O principal mecanismo para organizar a atividade econmica o preo. Quando ele pode flutuar livremente, permite os ajustes automticos do sistema.

No planejamento centralizado, os preos eram fixados por agentes do estado que impedia o ajuste automtico dos preos e, em consequncia, que a mo invisvel atuasse coordenando as milhes de famlias e empresas que compe a economia. Os mercados s funcionam bem se o direito propriedade respeitado.

Ningum investe na produo se no tiver garantias que este investimento estar protegido. Alm disso, existem dois motivos genricos para que o governo intervenha na economia: 1. So os impactos das aes de uma pessoa ou empresa no bem-estar do prximo. Um exemplo a poluio. O governo precisa agir para conter as externalidades.

Poder de Mercado. O poder de mercado nocivo concorrncia. Quanto h externalidades ou poder de mercado, polticas pblicas bem concebidas podem aumentar a eficincia econmica. Como a economia funciona 8. A taxa de crescimento da produtividade de um pas determina a taxa de crescimento de sua renda mdia. Para elevarem os padres de vida, preciso elevar a produtividade garantindo: 1. Ela causada principalmente pela elevao da quantidade de moeda em circulao.

Um dos viles o governo que muitas vezes precisar emitir dinheiro para saudar seus prprios compromissos. Seu efeito nocivo para a sociedade. Manter a inflao em nveis baixos um objetivo permanente das autoridades econmicas. A Sociedade Enfrenta um Tradeoff de Curto Prazo entre Inflao e Desemprego Por uma srie de motivos, pelo menos no curto prazo, a diminuio da inflao leva ao aumento do desemprego e vice-versa.

Este efeito medido por um grfico chamado curva de Philips. A escolha entre desemprego e inflao apenas temporria, mas pode levar alguns anos. Por causa disso, reduzir a inflao torna-se ainda mais difcil para os governos pois pode gerar um recesso temporria.

AB INITIO ETL TUTORIAL PDF

PRINCIPIOS DE ECONOMIA (6ª ED.)

Tomar decisiones significa elegir entre dos objetivos. Cuando las personas se agrupan en sociedades, enfrentan diferentes disyuntivas. Otra disyuntiva que enfrenta la sociedad es entre la eficiencia y la igualdad. La igualdad significa que dichos beneficios se distribuyen de forma equitativa entre sus miembros. El costo de oportunidad de una cosa es aquello a lo que renunciamos para obtenerla.

BT151-800R PDF

10 principios economia Mankiw

.

COMEXI GROUP PDF

Principios de Economía (Según Mankiw)

.

JAQUAR WASH BASIN CATALOGUE PDF

3. Princípios da Economia 3/3 – Como a Economia Funciona

.

Related Articles